SL Benfica Campeão Nacional

 

Uma época inesquecível para todas as jogadoras e respectiva equipa técnica. Ao Bruno Fernandes, líder e timoneiro deste enorme feito desportivo os meus sinceros Parabéns!

Às jogadoras, que na hora da adversidade e pressão não sucumbiram e mantiveram o foco, troféu após troféu, mesmo com adversários que fizeram de tudo, que lutaram, trabalharam e suaram pelos mesmos sonhos até ao último segundo de jogo.

Um campeonato nacional que ano após ano – desde 2013/2014 – é decidido na última jornada, merece um Main Sponsor, mais apoios e mais divulgação/ promoção da modalidade que nos apaixona sempre e cada dia mais. São as 16 melhores equipas do País. 16.

As oito melhores equipas do País merecem quem sabe um formato competitivo mais apelativo, mais fácil de acompanhar nas redes sociais e ainda mais incerto no resultado final. Mais espectacular, com ainda mais conteúdos e competências.

O campeonato nacional merece também mais liberdade por parte dos clubes, para que possam divulgar os seus conteúdos e produtos sem que para isso, jornada após jornada, tenham de pedir autorização especial à FPF.

Burocracias não ajudam. Complicam. Cansam. Desmotivam. E todos nós sabemos o que acontece quando as pessoas se desmotivam pelas causas. Abandono, desinteresse e indiferença pela modalidade. Apenas e só.

Não se esqueçam, nunca é tarde demais para se lutar pelo que é certo, pelo que é de nosso de direito, pela igualdade e equidade de género. Afinal, somos todos família Federação Portuguesa de Futebol.

Para terminar, dizer que lá em casa, na minha família, somos três irmãos. Um ”rapaz” e duas ”raparigas”. Os meus pais sempre nos disseram e mostraram através palavras e gestos que ”o que é para um é para o outro.” O irmão nunca teve mais do que as irmãs e eu nunca tive mais que a minha irmã. Mas eu tive a sorte de ser educada de uma forma tradicional, humilde, transparente, correcta e determinada e para mim esse é o verdadeiro conceito de família.

Apuramento de Campeão: antevisão da 2ª jornada

 

Na primeira jornada Novamente Cavalinho, SL Benfica, Sporting e Restauradores Avintenses sairam vitoriosos dos seus confrontos. Fiquem com a antevisão da segunda jornada.

FC Vermoim vs Restauradores Avintenses I Sábado I 17h00

É garantidamente um dos clássicos do feminino, no que diz respeito à zona norte. Se na zona sul temos os eternos rivais SL Benfica/Sporting, lá para os lados de Famalicão e Vila Nova de Gaia, as bancadas tendem a ter mais público quando estes dois clubes se encontram para disputar os três pontos.

Na primeira fase, o confrontos tiveram saldo positivo para o FC Vermoim. 2-3 e 8-1 são números expressivos que colocam algum sentido quando escrevo que uma das equipas luta por um título nacional e a outra luta pelos quatro melhores lugares da segunda fase. No entanto, as duas equipas também lutam com diferentes argumentos. Se de um lado temos a liderança e experiência de Ana Azevedo, Patricia Magalhães, Carla Vanessa do outro lado temos a juventude de Júnior, Angélica, Carolina Rocha, Joana Neves.

Um coisa é certa. Vermoim sabe que depois da derrota primeira jornada, nada melhor que dar início ao caminho vitorioso, que obrigatoriamente tem de ter. É esse o ADN do clube Famalicense. O da vitória.

Louriçal vs Sporting I Sábado I 17h00

Louriçal não teve um sorteio muito fácil. Nas duas primeiras jornadas defrontar os dois grandes candidatos ao título não será o começo que um treinador idealiza, no entanto, na última deslocação à Luz, o Louriçal demonstrou muito carácter e por longos minutos igualou e esteve em vantagem num jogo que terminou com a vitória benfiquista por 3-1.

A mensagem que passa para as pupilas de João Soares é que apesar da derrota, estão no caminho certo e é apenas uma questão de tempo, para que os resultados positivos apareçam. Este Sábado elas recebem o Sporting, que depois de um resultado fantástico nesta 1ª jornada de apuramento de campeão vai entrar em campo consciente das dificuldades que as esperam. 3-2 e 1-3 foram os resultados das duas vezes que estas equipas se encontraram, o que espelha bem o equilíbrio entre ambas. Será seguramente um jogo fantástico.

Golpilheira vs Novasemente Cavalinho I Sábado I 21h00 

Depois da pesada derrota frente ao Sporting, as Golpilhas vão querer conquistar os seus primeiros pontos perante o seu público. Será um teste difícil frente a uma equipa da zona norte que também está na luta pelo título nacional. Os confrontos passados dão uma clara vantagem sobre a turma de Cassufas, mas sabemos que jogar na Batalha não é tarefa fácil. Escusado será dizer que para sair de lá com os três pontos, as pupilas de Luis Almeida tem de levar a lição bem estudada e vestir o fato macaco pois vão ter de trabalhar no duro.

EDC Gondomar vs SL Benfica I Domingo I 17h00 

E domingo o Pavilhão Municipal de Baguim do Monte vai receber o SL Benfica, numa estreia nacional, no que diz respeito ao confronto entre o EDC Gondomar e o Benfica, a contar para a fase de apuramento.

Será interessante seguir este jogo. Perceber até que ponto as pupilas de Vitor Fonseca estão mentalmente preparadas para defrontar em campo, para além das jogadoras do Benfica, tudo aquilo que elas representam, ou seja, a instituição SL Benfica. Na realidade, o jogo de futsal é muito simples. Jogam 5×5 e quem marcar mais golos ganha. Apenas e só. Tudo o resto é fruto da sociedade desportiva e de quem essa sociedade desportiva serve. Simples.

Mas, claramente a turma lisboeta carrega em si a responsabilidade do jogo e da conquista dos três pontos, no entanto, a turma de Gondomar apenas precisa de fazer o que mais gosta. Jogar bom futsal. O resto, são números.

Para terminar, continuo a desafiar os clubes, a fazerem um live streaming no seu portal oficial facebook e de uma vez por todas quebrarem mitos e barreiras.

O que precisam?

  • Autorização da fpf.
  • Telemóvel com o devido carregador.
  • Internet no pavilhão e ou no dispositivo móvel
  • Um voluntário do clube para o fazer.

Nunca antes foi tão fácil.

Apuramento de Campeão: antevisão da 1ª Jornada

 

Está de regresso o momento que as equipas de topo mais aguardam. A disputa da segunda fase de campeonato nacional, onde apenas as oito melhores equipas do país se reunem, para lutarem pelo título tão desejado.

Na família – FPF – com  mais de 175 mil praticantes inscritos no total, e mais de 4350 inscritas no futsal feminino, eis que apenas pouco mais 100 inscritas conquistaram o direito a participar na fase elite da prova.

O tempo dizem, passa a voar. É verdade. Vamos já na quarta edição de campeonato nacional e nunca será demais relembrar que Golpilheira, Novasemente Cavalinho e FC Vermoim já conquistaram o tão desejado troféu em edições anteriores e estão novamente na corrida, juntamente com o SL Benfica, Sporting, Louriçal, Restauradores Avintenses e EDC Gondomar.

Não é novidade nenhuma que a grande aposta dos ‘clubes grandes’ veio trazer outro tipo de tempero à competição, no entanto, também não será surpresa alguma se um clube dito ”pequeno” conquiste o tão grande troféu.  É que em organização desportiva, e qualidade competitiva em nada fica a dever aos grandes embaixadores da modalidade. A prova disso é que em três edições nenhuma foi conquistada por SL Benfica ou Sporting.

Para esta primeira jornada, o sorteio foi caricato. Confrontos entre equipas da zona norte e da zona sul.

Restauradores Avintenses vs EDC Gondomar

A qualidade que André Teixeira impõe nas suas equipas já não é segredo nenhum. Admirador do 3:1 e da estratégia estudada ao pormenor, André Teixeira é uma referência enquanto treinador e formador e habituado a estas andanças de fases de apuramento de campeão. Restauradores Avintenses foi a terceira melhor equipa da zona norte e parte para esta segunda fase claramente com o objectivo de ficar entre as 4 melhores equipas do país. Do outro lado temos o EDC Gondomar, que é uma agradável surpresa. Com os objectivos mais do que cumpridos para a sua época, o clube de Gondomar vai procurar agora estabelecer-se entre as melhores das melhores e só marcando presença na fase elite é que vai conseguir dar esse passo em frente. Quanto ao jogo, esse será de difícil previsão, mas tudo indica que a equipa da casa conquiste os três pontos.

Novasemente Cavalinho vs FC Vermoim

Este é daqueles jogos que deveriam ser transmitidos num Facebook Live! Os vencedores das últimas duas edições de campeonato nacional juntam-se mais uma vez em Cassufas, para um duelo de titãs. Se há equipas que jogam o jogo pelo jogo são estas duas. Equipas lideradas por treinadores fantásticos. Experientes, competitivos e com sede permanente de vitórias, bem auxiliados, e que não tem medo de arriscar. O jogo pelo jogo. E se há jogos que valem a pena serem presenciados são esses.  Em dois confrontos de 1ª fase, o Novasemente levou a melhor nos dois. 2-1 e 2-3. Leva vantagem portanto para este terceiro confronto.

Sporting vs Golpilheira

Sporting está na luta pelo título. Um clube com grandeza do Sporting não tem outra alternativa senão assumir-se como candidato desde início da prova nacional. E assim foi. Pedro Nobre não esconde que apenas o título nacional interessa. Viu o seu plantel reforçado com jogadoras internacionais e jovens talentos oriundos que clubes de referência no que dizem respeito à formação e tem tudo para fazer frente à caminhada que ainda precisa realizar. No confronto com o Golpilheira as leoas levaram sempre de vencida com resultados esclarecedores do poderio leonino,  1-3 e 4-1. O Golpilheira foi a terceira melhor equipa na zona sul e está nesta segunda fase na luta pela melhor classificação possível. Por norma é uma equipa dura de defrontar, com qualidade, muita garra, querer, vontade e que nunca vira a cara ao jogo. As leoas sabem bem o que lhes espera neste confronto.

SL Benfica vs Louriçal

SL Benfica, um dos clubes com mais títulos no país, no que diz respeito ao futsal feminino, vai iniciar esta segunda fase com os olhos postos no único troféu que lhe escapa. Parte para esta fase com números impressionantes, 72 golos marcados e apenas 8 sofridos. Melhor ataque e melhor defesa da prova que em 14 jornadas apenas se descuidou frente ao Sporting, com a perda dos três pontos.

1-6 e 5-0 são os resultados frente ao Louriçal em confrontos de zona sul. Números esclarecedores do poderio benfiquista e que o Louriçal, terá mais uma vez, de contrariar, na Luz. Um encontro marcado para as 15h de Domingo, seria uma mais valia para a modalidade se fosse transmitido da Benfica TV.

Tenho a plena convicção de que todos os jogos realizados na casa dos grandes deveriam ser sempre transmitidos, em directo, na sua respetiva televisão. Porquê? Porque é esse o dever dos clubes que são referências para outros clubes. É esse o dever que os grandes carregam em si. Dar o que outros não podem dar ou que ainda não estão preparados para dar. Ser o exemplo a seguir. Nem sempre assim é. Infelizmente. Perdem os grandes. Perde o futsal feminino.

Mélissa Antunes de saída para o SC Braga

Existem jogadoras que nos fazem ir aos pavilhões ou aos campos de futebol. Elas deixam sempre no ar rasgos de criatividade, de genialidade e de magia que só as mais talentosas tem. A Melissa é uma dessas jogadoras.

Sempre acompanhei a sua carreira. Fui ver alguns jogos dela na expectativa de saber qual seria a sua próxima maldade e no entretanto observava como a sua equipa e equipa adversária reagiam tacticamente e emocionalmente ao seu talento.

A complexidade do jogo tem muito mais de caótico do que organizado porque na nossa mente são mais as dúvidas do que as certezas e no entretanto buscamos a Ordem táctica para ocultar e disfarçar uma realidade assustadora. A falta de talento do ou da jogadora.

Com a saída do talento da Melissa para o Futebol os pavilhões ficam inevitávelmente mais cinzentos, mais assim assim, mais sem sal. Apenas ficam. Apenas andam por andar ou correm por correr. É esse o estado da nossa modalidade. Ou por ventura será esse o meu estado perante a nossa modalidade. É para cumprir calendário.

Uma coisa vos posso garantir. Tenho mais um bom motivo para ver o SC Braga jogar porque quem verdadeiramente ama o desporto também ama os seus talentos, as suas referências. Fico a torcer para que a Melissa conquiste não só um lugar no seu clube como também na Seleção Nacional que, de 16 de julho a 6 de agosto, disputa a sua primeira fase final de Campeonato de Europa de Futebol no Feminino. E como era tão bom se elas conseguissem ter o sucesso que tanto desejam.

Obrigada Melissa por tantos anos dedicados ao nosso Futsal. Sei que irás ter sempre um carinho muito grande por esta causa.

Que comece a magia!

1ajmagiadofutsal

E está a chegar o momento que todos os clubes do campeonato nacional ansiavam. O início da prova nacional que vai conferir um novo campeão nacional, mas até lá, o FC Vermoim gozará de um estatuto que lhe assenta bem. Campeão Nacional. E é pelo clube de Terras de Vermoim que vou começar a minha antevisão.

vermoimFoi o clube que menos mudanças sofreu no seu plantel. Apesar de ter ”perdido” Filipa Mendes para a liga Italiana, reforçou-se com uma jogadora jovem e com um futuro promissor. Telma Pereira. Será um talento a seguir com atenção não fosse ela uma das internacionais sub-19. As pupilas de Francisco Paiva deslocam-se à nave de Cassufas para o encontro mais aguardado da zona norte. Novamente vs FC Vermoim. Sim, estes clubes já se encontraram no Torneio de Oliveira de Azeméis e a vitória pendeu para o FC Vermoim, mas em competição a valer 3 pontos, e em jogo inaugural da prova, o nervoso miúdo ainda é grande e a vontade de começar da melhor forma a prova também. Será com toda a certeza um jogo que valerá a pena estar presente, para assistir.

Os Restauradores Avintenses tem como estreia a recepção ao clube vilacondense, o  SC Canidelo, liderado pelo técnico Pedro Silva. Ao contrário do FC Vermoim, ambos os clubes tiveram mudanças significativas nos planteis, com entradas e saídas, e quando assim é, a incerteza do resultado final tende a aumentar. Mas se falasse de um favorito teria de apontar para a turma de Gaia, pois joga em casa, tem uma equipa técnica liderada por um dos treinadores mais conceituados no que diz respeito ao feminino e jogadoras fabulosas que com ele trabalham à largos anos, como é o caso da internacional Andreia Marques entre outras.

Outro jogo muito interessante na zona norte será o primeiro confronto entre duas equipas que tem como objectivos a manutenção. Lusitânia Lourosa e EDC Gondomar sabem que este é apenas o primeiro passo de uma longa caminhada, mas também sabem que três pontos podem fazer a diferença numa segunda fase da prova. Tenho a certeza que esta será a mensagem dada por ambos os técnicos, tanto do Zé Paulo como do Vitor Pereira.

Em Chaves, Regina Seixas terá o desafio de liderar a sua equipa perante o Santa Luzia, que este ano renovou a equipa técnica. Francisco Mandim comandará os destinos de uma equipa que por norma é candidata a estar entre as oito melhores equipas do País. Apesar de o GD Chaves buscar sempre a manutenção como grande objectivo, isso não impedirá as jogadoras do Chaves de terem a ambição que qualquer jogadora deve ter quando entra em campo. Vencer! É dessa fibra que são feitas as campeãs. Da vontade, do compromisso, da superação. Será um jogo de grande equilíbrio mas a turma de Viana do Castelo leva o selo de favorito na conquista dos três pontos.

sl-benfica-1617

Já na zona sul, o SL Benfica será o primeiro a entrar em campo. Pelas 15h00 o técnico Bruno Fernandes começa a luta por um dos seus grandes objectivos, a conquista do título nacional e logo contra a sua ex equipa – o Povoense, que agora liderada por Manuel Eugénio, não terá tarefa fácil, sabendo de antemão que as benfiquistas entraram na época desportiva de forma perfeita, em dois títulos possíveis conquistaram os dois! Taça de Honra da AF Lisboa e Supertaça são agora troféus que se juntam ao museu Cosme Damião.

Pelas 16h00 tem estreia a equipa açoriana CD Posto Santo no campeonato nacional recebendo Quinta dos Lombos. É de facto um dia especial para o futsal açoriano pois tem mais uma modalidade de pavilhão inserida na elite do desporto nacional, e esse é e sempre será um factor importante e motivador. No entanto, por mais motivações extrínsecas que existam, o que se passa dentro do campo é que ditará um vencedor.

Quinta dos lombos terá sempre o favoritismo do seu lado, pois é uma das grandes referências no feminino, por tudo o que conquistou e por todas as jogadoras que vem formando nos últimos anos, mesmo com a renovada equipa técnica liderada pela Niki, ex jogadora do clube. Época após época, Niki viu as suas colegas sairem para o Sporting ou para o SL Benfica levando consigo a esperança de poderem ser campeãs nacionais e uma possível chamada à seleção nacional, levando a turma de Carcavelos, época após época, reajustar os seus objectivos à manutenção na prova nacional.

Pelas 16h00 o Louriçal entra em campo para defrontar o estreante Del Negro. Para quem não sabe, o Del Negro tem nas suas prateleiras quatro títulos nacionais de futsal no feminino, quando se realizava aquela prova pré histórica designada de Taça Nacional. Era assim que se decidiram títulos nacionais. Mas não vamos falar sobre o passado. O presente é que o Del Negro está de regresso aos grandes palcos e que o Louriçal adquiriu a melhor contratação que por aí andava… o seu técnico João Soares, ex campeão nacional representando o Novamente. Com ele vieram jogadoras como Sara Fatia, Claudia Lobo, Rita Ribeiro, Sónia Ferreira que juntando-se ao grupo já forte e competitivo será uma equipa a ter em atenção na zona sul. Vai seguramente lutar pela manutenção espreitando uma colocação nas oito melhores equipas do país.

Pelas 18h30, o Golpilheira recebe outro grande candidato ao título nacional, o Sporting. Golpilheira conquistou a 1ª edição de campeonato nacional e desde então tem estado entre as oito melhores equipas do país sempre liderado pela técnica Teresa Jordão. Mas este ano a técnica estabelece um papel secundário em liderança e passa Ricardo Ramos para a frente da batalha. Será interessante acompanhar o percurso desta equipa que conta nas suas fileiras com as experientes jogadoras Irina Araújo, Licas, Carol, Raquel e Inês qua a elas se juntam jovens jogadoras provenientes da sua equipa júnior. Por norma os jogos no reduto do Golpilheira não são fáceis para as equipas visitantes e este jogo não será seguramente diferente de todos os restantes mas Pedro Nobre conhece bem o campo e a equipa que vai defrontar alertando as suas jogadoras para foco máximo em jornada inaugural.

Com tantos ingredientes já lançados quero acreditar que esta será a edição mais competitiva de sempre. Cada vez mais os valores entre clubes se aproximam. Cada vez mais as equipas, mesmo com objectivos diferentes se organizam ao máximo para competir pelo objectivo que assim determinaram. Cada vez mais os clubes procuram equipas técnicas completas, com o treinador principal, treinador adjunto e treinador de guarda redes com a devida formação, competência e provas dadas.

Cada vez mais as jogadoras procuram uma melhoria na sua performance desportiva buscado treino complementar em ginásios e centros de treino específico. Sim porque aqueles treinos bi ou tri semanais pouco contam quando se quer estar na elite do futsal no feminino. Quando se quer ser elite tem-se obrigatoriamente de se ter comportamentos de elite, dentro e fora das quadras mesmo sabendo de todas as limitações que ainda existem em Portugal.

Para terminar, gostaria de deixar a maior sorte do mundo a todos os clubes e jogadoras. Que comece a magia da 4ª edição de Campeonato Nacional!